www.laerciobeckhauser.com http://br.youtube.com/labeckhauser

LAÉRCIO  BECKHAUSER =  LBW +  Cosmos Brasil World

"Conhecimento é poder"  - Leia os textos! - LBW =  Beckhauser agradece!!!

(Lalá do Brasil) Labeck = LBW
Meu Diário
27/10/2014 15h41
Ciclistas e jaboticabas na Chácara da Oma

Domingo, dia 26 de outubro de 2014.

Um grupo de amigos que pedalam  suas bicicletas, juntos, semanalmente, resolveram fazer um cicloturismo na área rural de Joinville.

O local definido foi a Chácara da Oma no bairro Vila Nova.

Este recanto paradisíaco da Mata Atlântica, distante 10 quilômetros do centro de Joinville possue nascentes, muitas árvores frutíferas, aves, lagoas e em especial jaboticabeiras e palmeiras.

 

 

Existe nesta propriedade uma casa enxaimel centenária construída por colonizadores alemães juntamente com outras construções projetadas pelo arquiteto Geraldo Machado Bittencourt que também é apaixonado pelo ciclismo. 

Alguns amigos e amigas do Geraldo, resolveram usufruir deste recanto nesta "pedalada cicloturística" para conhecer seus cantos e encantos e especialmente degustarem as jaboticabas dos 8 (oito) jaboticabais que são cultivados nesta propriedade. 

No octógono,  que é uma construção típica, há uma coleção de patos em miniatura provenientes de mais de 100 países e de tamanhos e formatos múltiplos.

 Há quem afirme que esta é a maior coleção de patos em miniatura do mundo.

 Há  ainda milhares e milhares  de palmeiras reais, plantas ornamentais e frutíferas provenientes de diversas partes do mundo e cultivadas com técnicas especias e recomendadas pelos paisagistas.

  Existem mais de 1.000 (mil) jaboticabeiras em fase produtiva com  frutos de diversos sabores nos seus deliciosos frutos.

Patos, marrecos, gansos, angolistas, perus, codornas, galos e galinhas embelezam alguns cantos, recantos e lagoas  e os  múltiplos pássaros silvestres complementam a beleza desta natureza com seus voos,  cantos e penas coloridas.

No almoço dos ciclistas foi preparado um churrasco acompanhado de aperitivos diversos, licores artesanais,

 cervejas e  salada com produtos naturais da horta orgânica e como destaque palmeiras reais assadas no fogo de lenha.

A sobremesa e o aperitivo foram jaboticabas colhidas diretamente nos  diversos jaboticabais.

Cada jaboticabeira produz um sabor característico em virtude do solo, da ensolação e da humidade do local plantado.

Outros frutos foram  degustados como amoras naturais, amoras dos Alpes (Suíça e Áustria) e também foi colhido frutos dos cacaueiros (cacau) cultivados na Chácara da Oma.

Foi um dia marcante para todos os participantes deste evento e já existe uma programação de uma volta destes e de outros ciclistas da cidade de Joinville.

Sejam bem-vindos!

 

 

 


Publicado por Beckhauser em 27/10/2014 às 15h41
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/10/2014 00h18
Eles sabiam de tudo...

Veja, dando o golpe final no PT, dias antes da eleição. Será?


CLARO QUE SABIAM...

 

Lulla e Dilma não são cegos, nem surdos e nem mudos...


E O CAIXA DO PARTIDO, COMO FICARIA?


No dia da eleição, o sul, sudeste e MG votarão em maior percentual no Aécio.


E o Nordeste? E o Norte?


Pesquisas compradas revelam falsos números ...


E vamos que vamos...


O maior problema do Brasil nas eleições, são as urnas eletrônicas.


Qual o motivo dos países desenvolvidos não usarem este sistema.


USA, países europeus e tantos outros não acreditam no voto eletrônico.


Se roubam na Internet, o que poderemos dizer nesta e em outras eleições já realizadas no Brasil.


Impossível de fazermos uma auditoria.
Qual a certeza que meu e o seu voto irão ser computados?


Eis a GRANDE QUESTÃO...


Quem paga os programadores dos programas computacionais nas eleições brasileiras???


Quem confere os resultados com precisão?


Dúvidas e incertezas em todo território brasileiro.


E a urna eletrônica poderá ser violada e violentada...


Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará, já diziam textos de antigos pensadores da humanidade.


Boa sorte, Brasil!


Boa convivência a todos brasileiros e brasileiras...


Publicado por Beckhauser em 24/10/2014 às 00h18
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
20/10/2014 09h22
Jaboticabas e minha vida... na Chácara da Oma

 


 

 

?id=1036627&maxw=400&maxh=533&bgcolor=tr

20/10/2014 09h22

Jaboticabas e minha vida...
 na Chácara da Oma

 
?type=photo&id=1036626&maxw=520&maxh=102
 
Minha vida e as jaboticabas.

Esta fruta foi marcante em toda a minha vida.

Quando pequeno, subia nos pés de jaboticabas e ficava degustando e era ladeado de pássaros multicoloridos que disputavam este saboroso alimento natural.

Alguns biólogos e  cientistas afirmam que estas árvores são milenares e longevas..

Cem anos é dez por cento da vida das jaboticabeiras, e nós, em breve, seremos apenas lembranças.

Descobri, recentemente que tenho ainda poucos anos de vida e por isto não tenho mais tempo para me preocupar com mediocridades e com atos e fatos que não venham preencher este meu vazio existencial e temporário.

Não quero mais ter compromissos com horário rigidamente marcados.

Detesto ter que cumprir agendas comprometidas com discussões insanas.

Não desejo mais ter que trabalhar em excesso para juntar mais objetos de valor que poderão ser transformados em riquezas supérfluas.

Não participo mais de reuniões onde alguns imaginam que irão resolver os problemas mundiais de forma inexorável e acertada.

Constatei que existe muitas pessoas com idade cronológica avançada, mas com imaturidade infantil.

Propagandas enganosas que querem que as pessoas consumam mais para satisfazer necessidades subjetivas  e não fundamentais , não me agradam.

 Prefiro conteúdo, não aparências.

Todos os dias, ao amanhecer, sinto o peso do meu corpo e noto que o  meu tempo de vida está próximo do fim.

Não tenho mais muito tempo, pois não sou uma jaboticabeira que tem uma vida milenar.

Meu ciclo vital está terminando e terei que aproveitá-lo de forma harmônica, lúcida e proveitosa.

Uso bengalas e cajados para me proteger de tropeços nos caminhos de minha tão tênue vida.

Uso estes artefatos para garantir uma velhice tranquila e feliz.

Quero caminhar e observar animais silvestres e domesticados que convivem em harmonia com a natureza.

Quero caminhar e conviver com pessoas de verdade, desfrutar de amores imponderáveis, sem muita perda de tempo, pois o meu tempo corre célere  e é fugaz.

De agora em diante, a perenidade das jaboticabeiras, plantadas, cultivadas e observadas por mim farão parte deste canto e recanto que foi denominado CHÁCARA DA OMA.  Vou dividir seus frutos com os pássaros silvestres e com meus amigos e amigas.

Aqui e agora, quero e serei FELIZ, em harmonia com a Natureza e com as Pessoas que queiram desfrutar desta forma harmônica de vida.

Este é o meu desejo, este é  o meu destino e esta é a minha vontade, usufruirei do tempo que me resta em harmonia cósmica e  nas
sombras dos jaboticabais.

By: Lalá Brasil = www.laerciobeckhauser.com

?type=photo&id=1036625&maxw=520&maxh=102
 
 

 

 

Publicado por Beckhauser em 20/10/2014 às 09h22

somerights20.pt.pngEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Beckhauser

Enviado por Beckhauser em 20/10/2014
Reeditado em 20/10/2014
Código do texto: T5005377
Classificação de conteúdo: seguro


Publicado por Beckhauser em 20/10/2014 às 09h22
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/10/2014 16h54
Ensinar e aprender.


Ensinar e aprender. 

Ensinar é transferir conhecimentos, direta ou indiretamente. 

 Aprendizagem deriva do latim "apprehendere", que significa apanhar, apropriar, adquirir conhecimento.

O verbo aprender deriva de preensão, do latim "prehensio-onis", que designa o ato de segurar, agarrar e apanhar, prender, fazer entrar, apossar-se de.

Ensinar: palavra latina insignīre, quer dizer "marcar, distinguir, assinalar".

É a mesma origem de "signo", de "significado".

Ensinando, se aprende e se apreende.


Publicado por Beckhauser em 15/10/2014 às 16h54
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/10/2014 08h22
Minha primeira PROFESSORA, MINHA MÃE, Jurema Fogaça Beckhauser.

 

Ah, minha saudosa Professora, a dona Jurema.

Minha primeira PROFESSORA, MINHA MÃE, Jurema Fogaça Beckhauser.

Por proximidade física, com ela, minha mãe Jurema, aprendi a falar, ler, escrever, escutar e ver o mundo de uma forma diversa dos meus pensamentos insólitos.

Ter uma mãe e a mesma professora no dia a dia, na criação infantil e no início da vida, tenho certeza, foi um imenso privilégio cósmico.

Ter aspirações em nossos sonhos em função de um eterno pensar e na busca constante de conhecimentos é o fruto direto desta criação e aprendizado diário e eterno.

A todos outros professores e professoras, ao livros e a todas publicações que li e analisei, pois sou filho intelectual de todos eles, meu MUITO OBRIGADO!

Lembranças eternas do Lalá do Brasil

Ah, minha saudosa Professora, a dona Jurema.

Minha primeira PROFESSORA, MINHA MÃE, Jurema Fogaça Beckhauser.

Por proximidade física, com ela, minha mãe Jurema,  aprendi a falar, ler, escrever, escutar  e ver o mundo de uma forma diversa dos meus pensamentos insólitos.

Ter uma mãe e a mesma professora no dia a dia, na criação infantil e no início da vida,  tenho certeza,  foi um imenso privilégio cósmico.

Ter aspirações em nossos sonhos em função de um eterno pensar e na busca constante de conhecimentos é o fruto direto desta criação e aprendizado diário e eterno.

A todos outros professores e professoras, ao livros e a todas publicações que li e analisei, pois sou filho intelectual de todos eles, meu MUITO OBRIGADO!

Lembranças eternas do Lalá do Brasil

Na primeira foto, Jurema Fogaça Beckhauser e Agostinho Beckhauser, na foto abaixo, Leonardo Augusto Beckhauser, Laércio Beckhauser e Luís André Beckhauser, defronte a casa enxaimel, em Benedito Novo, SC, Brasil.

  • Comentário de uma professora de Campos dos Goytagases - RJ =

    19/06/2015 05:14 - Talita Batista [não autenticado*]

    Parabéns pelo belo texto, Laércio Beckhauser, homenageando a sua mãe e, por extensão, a todas as professoras que fizeram parte da sua vida. Sendo eu professora e filha de professora, compreendo bem o que é isso! Sinto-me, portanto, homenageada também, enquanto representante de minha categoria profissional. Afinal, dediquei 47 anos de minha vida como regente de classe, em sala de aula. A alegria e a honra de ser professor é muito grande, pois trabalhamos com o futuro das pessoas. E isso não se mede!


Publicado por Beckhauser em 15/10/2014 às 08h22
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 14 de 248 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
www.laerciobeckhauser.com (Lalá do Brasil) = LBW Labeck