www.laerciobeckhauser.com http://br.youtube.com/labeckhauser

LAÉRCIO  BECKHAUSER =  LBW +  Cosmos Brasil World

"Conhecimento é poder"  - Leia os textos! - LBW =  Beckhauser agradece!!!

(Lalá do Brasil) Labeck = LBW
Meu Diário
21/12/2014 12h12
Pró$pero 2015 a todo$ e toda$...

E um ano novo está próximo.

Que venha 2015 e faça parte do nosso tempo de forma harmônica.

Que nossas aspirações se concretizem de forma benéfica e produtiva.

Vivamos a vida!

Pró$pero 2015 a todo$ e toda$...


Publicado por Beckhauser em 21/12/2014 às 12h12
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
17/12/2014 21h52
AMAR, SENTIR E VIVER...

AMAR, SENTIR E VIVER...

 

Ver, amar, sentir e gozar...

Energias trocadas em fluídos...

Receber carinhos contraditórios e inefáveis...

Onde há energias cósmicas...

Nada, nada pode ser explicado....[

Inúmeras sensações sem explicações...

Cá, estou eu a pensar e a lembrar...

Admirando a ânsia da vida...


Publicado por Beckhauser em 17/12/2014 às 21h52
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/12/2014 17h52
15 pequenos prazeres para você curtir nas férias...

Recebi e repasso:

15 pequenos prazeres para você curtir nas férias

Meire Cavalcante


Para um professor, férias não costumam ser sinônimo de descanso. Há sempre um curso para ser feito, um congresso sobre Educação para participar, uma tarefa para terminar, assuntos domésticos para resolver. Isso é normal, pois quem passa o ano inteiro se dedicando aos alunos e à escola acaba deixando mesmo a casa e a família de lado. Mas e você? Não vai tirar um tempo para recarregar sua bateria? Sugiro que você reserve uns dois ou três dias só para relaxar. Em geral, as pessoas que levam uma vida muito corrida não sabem o que fazer com o tempo livre. Não se preocupe. “Tudo o que você precisa é descanso, diversão e desenvolvimento pessoal”, diz o especialista em lazer e recreação Leopoldo Gil Dulcio Vaz. O descanso se caracteriza pelo tempo de sono (em média oito horas) e por atividades que proporcionem o repouso da mente e do corpo. Diversão é toda atividade não desenvolvida em troca de remuneração e que traga prazer, realização. Ou seja, qualquer coisa que você faça sem compromisso. E desenvolvimento pessoal é todo ganho intelectual que você adquire no tempo livre. Pode ser até com um curso ou um livro, mas que passe bem longe de uma obrigação. Foi com base nesses conceitos que esses pequenos prazeres foram formulados para você curtir nas férias. Escolha seus preferidos e relaxe!

 

1. Tirar uma soneca – Depois do almoço, sempre bate aquele sono, uma vontade de deitar na rede, na cama, no sofá, em qualquer lugar tranquilo para descansar. Como praticamente não dá para fazer isso o ano inteiro, reserve algumas de suas tardes nas férias para uma soneca. Você vai acordar outra pessoa.

2. Cozinhar para um amigo querido – Convide um amigo bem divertido para almoçar. Aí, coloque seu CD preferido para tocar e vá para a cozinha brincar de “bruxa” e fazer mágica com seus “caldeirões”. Claro que tudo pode se resumir a um prato simples que vocês adorem. Mas é importante arrumar bem a mesa onde você e seu amigo vão saborear a obra-prima. Um copo de vinho branco gelado ou um suco colorido (de melancia, por exemplo) ajuda a soltar a conversa e a alterná-la com boas gargalhadas.

3. Curtir um bom filme – Alugar alguns DVDs é uma ótima maneira de ver aqueles filmes que todos comentam, e você não viu. À tarde ou no começo da noite, você pode desfrutar de uma gostosa “sessão pipoca” vendo alguns dos filmes que você queria ver.

4. Ligar para alguém que não vê há muito tempo – Dê um telefonema àquele amigo ou parente que você não vê há muito tempo, mas que não sai da sua cabeça. Na correria, é comum deixar para conversar depois, mas essa hora nunca chega. Aproveite que tem tempo para contar as novidades e matar as saudades. Dessa forma, você dá e recebe carinho e atenção. Esse contato faz muito bem, mesmo que seja apenas pelo telefone.

5. Ir ao parque e brincar como criança – Uma bela montanha-russa, o carrossel ou o carrinho bate-bate. O que importa mesmo é quebrar a rotina, se divertir como as crianças e os jovens para quem você ministra aulas. Assim, você desliga a cabeça e desperta o seu lado criativo e emocional. Se escolher a montanha-russa, não se esqueça: solte a garganta quando despencar lá de cima!

Fonte: Adriana Friedmann, educadora e autora do livro A Arte de Brincar, Ed. Vozes.

6. Harmonizar a casa – Segundo o feng shui, técnica chinesa milenar que equilibra o ambiente, a posição de móveis e objetos dentro de casa pode proporcionar mais saúde, prosperidade e tranquilidade. Quem já experimentou diz que funciona. Aqui estão algumas sugestões para você curtir e, ao mesmo tempo, atrair boas energias para sua vida:

• Na sala, deixe o sofá de frente para a porta de entrada para “abraçar” aqueles que chegam.
• Na cozinha, use tons de verde e enfeite o ambiente com belas cores de frutas, verduras e legumes. Isso atrai a fortuna e a fartura.
• No quarto do casal, coloque um quadro com tons vermelhos acima da cabeceira para estimular a paixão. Se for redondo, melhor: o redondo unifica e integra a relação do casal.
• Posicione a cama de forma que seja possível ver a porta. Mas evite que os pés ou a cabeça fiquem voltados para ela.
• Móveis e objetos de quartos infantis devem estar ao alcance dos pequenos e em sua linha de visão. Aquilo que não pode ser visto adequadamente causa medo, insegurança e sensação de opressão.

Fonte: Adrianne R. R. Frattari, especialista em feng shui, São Paulo.

7. Mergulhar na leitura de um livro – Quer melhor companhia do que um bom livro? Na leitura, você viaja mentalmente, visualiza os personagens e vive emoções que talvez nunca façam parte da sua vida (como um bom suspense). Se já tiver algum na fila de espera, aproveite.

8. Entrar em contato com a natureza – A natureza é um generoso reservatório de energia onde você se recarrega quantas vezes quiser — e precisar. Veja algumas formas de entrar em contato com um dos seus quatro elementos (terra, água, ar e fogo):

• Livre-se por algumas horas dos sapatos e pise na terra, na areia, em pedrinhas. Andar descalço libera a energia e a tensão acumuladas.
• Se puder, tome um banho de mar, de cachoeira, de rio, de chuva. Se não, tome uma chuveirada ou mergulhe na banheira usando aromas e essências que lhe agradam. A água ativa a energia amorosa e ajuda a dissolver a rigidez que muitas vezes adotamos na vida.
• Com o corre-corre diário, a respiração torna-se curta, causando uma sensação de cansaço. Ao inspirar profundamente, você renova o ar e a disposição.
• Ao acordar, experimente tomar um banho de sol, nem que seja por 10 minutos. Abra as janelas da casa para a luz entrar ou, se preferir, vá para fora. O elemento fogo melhora a criatividade, a intuição, a vitalidade e a sensualidade. Clareia os pensamentos e ajuda você a encontrar soluções e saídas para seus problemas. É também um antídoto natural contra a depressão.

Fonte: Patrícia Pinna Bernardo, psicóloga e arte-terapeuta, São Paulo, site: www.patriciapinna.psc.br.

9. Caminhar, pedalar e arejar a cabeça – Fazer uma boa caminhada é muito bom — para quem não tem problemas de articulação (principalmente nos quadris, pés e joelhos), lesões na coluna ou doenças como diabetes ou pressão alta. Uma roupa leve e calçados confortáveis são o suficiente para colocar o corpo em atividade e desligar um pouco a cabeça. Você deve escolher um lugar agradável e pouco poluído, como um parque. Enquanto anda, é bom bater um papo com um colega de caminhada, ouvir música ou pensar na vida. O mesmo vale para quem prefere a bicicleta.

Cuidados:

• Não faça exercícios em jejum.
• Use roupas leves e claras, para reter menos calor. Em dias frios, prefira as que mantenham o corpo aquecido, mas que não impeçam a transpiração.
• Beba água antes, durante e depois do exercício.
• Evite horários de sol forte. O melhor é antes das 10h da manhã e depois das 4h da tarde.
• Use sempre protetor solar.
• Consulte seu médico. Há exames que analisam a condição física e indicam com que frequência e intensidade você pode praticar exercícios.

Nas caminhadas:

• Mantenha a coluna ereta e movimente os braços.
• Use tênis com sola espessa, para amortecer impactos.
• Prefira pisos macios, como os de terra ou pedrinhas.

Ao andar de bicicleta:

• Use capacete.
• Ajuste o selim de forma que, quando o pedal estiver baixo, o joelho fique levemente flexionado.
• Encontre uma posição que não incomode a coluna.

Fonte: Paulo Zogaib, especialista em Medicina Esportiva e Fisiologia do Exercício, professor da Escola Paulista de Medicina, em São Paulo.

10. Tirar uma manhã para cuidar da beleza – Sua casa tem quintal? Ótimo, você vai passar a manhã lá cuidando de você. Não tem? Prepare um canto da sala, de preferência perto da janela, onde possa espalhar seus equipamentos e dar uma relaxada. Comece o dia tomando um café bem saboroso e reforçado. Depois, mãos à obra. Um banho de creme no cabelo e uma esfoliação na pele são indicados para ambos os sexos. Manicure e pedicure também vão bem e dão sensação de limpeza e bem-estar.

Para os cabelos:

Corte ao meio folhas de babosa, retire o gel de dentro e passe nos cabelos. Use uma touca térmica de 10 a 15 minutos. Se preferir, enrole na cabeça uma toalha umedecida em água quente. Assim que esfriar, umedeça novamente para esquentar. Deixe por 30 minutos. Seus cabelos vão ganhar vida e força.

Para o corpo:

1. Misture 2 xícaras de aveia em flocos com ½ xícara de água. Forme uma pasta bem grossa. Coloque sobre uma gaze (dobrada, para os flocos de aveia não escaparem) e faça uma trouxinha amarrada às pontas. Deixe-a na banheira ou em um balde com água quente por 20 minutos.

2. Enquanto isso, tome um banho bem relaxante. Passe pelo corpo uma bucha vegetal para remover as células mortas. Faça movimentos circulares de baixo para cima, para estimular a circulação.

3. Em seguida, esfregue a trouxinha no corpo e enxágue com a água do balde. Se estiver na banheira, permaneça nessa água até ela começar a esfriar, esfregando a trouxinha pelo corpo. A pele vai ficar hidratada e macia.

Fonte: Cacia Rusenhack, fisioterapeuta, esteticista, cosmetóloga e professora da Universidade Gama Filho e da Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro.

11. Fazer uma faxina nos armários e na vida – Organizar a casa é uma boa oportunidade para selecionar, no armário e na vida, aquilo que não serve mais, abrindo espaço para o novo. Aí vão algumas dicas:

• Doe o que você não usa mais.
• Arrume uma gaveta de cada vez para não se cansar.
• Não guarde em locais difíceis aquilo que você usa com mais frequência.
• Evite usar saquinhos plásticos, sabonetes e caixas de papelão. Eles transformam seu armário num parque de diversões para traças e fungos. Prefira sacos de pano.
• Não dobre peças de couro e cintos para não causar vincos.
• Ponha tudo à mostra. Caso contrário, você deixa de usar uma peça simplesmente porque não se lembra dela.
• Guarde os sapatos limpos. Eles vão durar mais.

Fonte: Cristina Papazian, organizadora de ambientes e armários (São Paulo).

12. Resolver palavras cruzadas – Para o poeta Manuel Bandeira, descansar o espírito e aprender o nome das coisas eram as grandes virtudes das palavras cruzadas. E justificava: “Brasileiro não sabe os nomes das plantas nem das flores, e qualquer objeto chama coisa, troço, negócio”. Chaplin, o imortal Carlitos, via nelas outra virtude: “Uma palavra cruzada alinha sempre meus pensamentos antes de dormir”. E o novelista Manoel Carlos as considera “um entretenimento saudável, que tem gosto de férias”. Dessa forma, dividimos com eles essa sugestão.

Fonte: www.coquetel.com.br/CoqDepoimentos.asp.

13. Jogar paciência – Um jogo para jogar sozinho. E, na opinião de alguns aficionados, o melhor passatempo do mundo — tanto que o número de tipos de paciência é enorme. Com o baralho, o jogo é mais relaxante. Só o ato de embaralhar as cartas já é um divertimento. No computador, é mais rápido e exige algum treino para ganhar. Mas, se você for fera no assunto, prepare-se para a vitória: como são programados, todos podem dar certo (dizem). É ver para crer.

14. Comprar um pote de sorvete só para você – Isso mesmo: um delicioso pote de sorvete, só seu, daqueles que você mete a colher à vontade, sem preocupações. Alimentos doces estimulam a produção de serotonina, neurotransmissor que provoca a sensação de bem-estar. Por isso, é tão prazeroso tomar sorvete, comer uma bela torta ou barra de chocolate (que também contém substâncias estimulantes). Mas, se você não quiser (ou não puder) brincar com a balança, troque por um picolé de fruta. Contém açúcar, mas leva menos gordura.

Fonte: Zuleika Cozzi Halpern, endocrinologista e secretária-geral da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (Abeso), em São Paulo.

15. Montar um álbum de memórias – É uma delícia poder passar a tarde revendo fotos antigas. Para ficar mais divertido, por que não montar um álbum de memórias que, além de mostrar fotos, conte histórias? Chamados de scrapbooks, eles trazem títulos, pequenos textos e enfeites e viram uma espécie de diário fotográfico.

Para seu álbum ficar bonito e durar mais:

• Escolha fotos bem focadas e recorte-as para que fiquem no tamanho desejado.
• Dê título aos trabalhos e elabore pequenos textos que expliquem um pouco as imagens.
• Use cores e enfeites que combinem com as fotos ou com o tema.
• Armazene as páginas em pastas com plásticos (os tamanhos podem variar de acordo com o gosto). Isso evita o desgaste do manuseio.
• Para que as fotos não danifiquem, utilize papéis, plástico, cola e adereços que não contenham ácidos (já existem materiais próprios para scrapbooks).

Fonte: Flavia Terzi e Tais Calil. Arquitetas e especialistas em scrapbook, da Pedaços Scrapbook Designer, de São Paulo. Site: www.pedacos.com.br.

Revista Nova Escola. São Paulo: Abril. Ano XIX,
n. 178. Dezembro de 2004.


Publicado por Beckhauser em 16/12/2014 às 17h52
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
10/12/2014 17h21
Velhice. Fase áurea, sem desejos intensos...

 

VELHICE

http://img.photobucket.com/albums/v445/iftk2/07/velhice.jpg
Final de vida.
Aspirações findas.
Desejos satisfeitos.
Tranquilidade expansiva.
Dose de otimismo.
Espera de um porvir
com metas definidas.
Experiências adquiridas
com o passar do tempo.
Fase áurea, sem desejos
intensos e sem
pretensões ilusórias.
É a
velhice.


Publicado por Beckhauser em 10/12/2014 às 17h21
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
10/12/2014 16h53
Pe. Décio Bona - SDB, obrigado e quantas lembranças...

 

Pe. Décio Bona - SDB, obrigado e quantas lembranças...

Pe. Décio Bona com sacerdotes salesianos de Ascurra -
SC - setembro de 2008

















Ascurra - Aspirantes em 1960 -
Seminaristas Décio Bona e Dácio Bona e Laércio Beckhauser
entre outros....
 

 

Pe. Décio Bona e Laércio Beckhauser em Itajaí - jun 2010.

Laércio Beckhauser e Pe. Décio Bona

no escritório de Advocacia de Luís André Beckhauser -

em Joinville - SC.
 

Pe. Décio Bona com Leonardo Beckhauser e Simone no

Escritório de Advocacia em Joinville - SC

 















 

================================

Era uma vez, sim ...

Início da década de 1960.

Naqueles tempos, era normal os jovens ao terminarem a escola primária, moradores de municípios do interior de Santa Catarina, Brasil, se deslocarem até cidades onde havia colégios religiosos que davam oportunidades para ingressassem em seminários para uma futura vida religiosa.

Padres Franciscanos, salesianos, seculares, irmãosmaristas e outras ordens e congregações religiosas católicas "catequizavam" e propiciavam aos jovens a ida deles até locais para um estudo sistemático na área de conhecimento geral e com a finalidade de futuros votos religiosos consoante os preceitos da Igreja Católica de Roma.

Morava eu na época no município de Benedito Novo, próximo a Timbó, Rodeio e Ascurra.

Quando terminei meus estudos primários no Grupo Escolar Teófilo Nolasco de Almeida, em Benedito Novo, onde minha mãe, Jurema Fogaça Beckhauser era professora primária e funcionária pública estadual e meu pai, Agostinho Beckhauser era delegado de polícia e por influência de meu irmão mais velho, Lorival Beckhauser que já estudava com os salesianos de Dom Bosco em Ascurra, optei, ou melhor, meus pais optaram em me colocar no Colégio São Paulo de Ascura, com os salesianos de Dom Bosco.

Em Rodeio, havia os religiosos franciscanos, mas eram mais rígidos em seus ensinamentos, pois adotavam uma filosofia germânica, e os salesianos tinham uma cultura italiana, mais liberal consoante os desejos de Dom Bosco, de Turim.

Era início de janeiro de 1959 e eu ainda tinha somente (nove) anos.

Muito novo, novinho em idade e em comportamento.

Nada sabia da vida.

Poucas informações tinha, mas me lembro que o Brasil, em 1958, pelas rádios, tinha um jovem jogador fenomenal, apelidado de Pelé, que fora campeão de futebol do mundo, na Suécia, com a equipe brasileira.

Era puro, muito puro, sem maldade alguma e acreditava piamente nos ensinamentos religiosos e da Igreja Católica, pois tinha feito a primeira comunhão em 1958, na Igreja São Roque de Benedito Novo, com os padres franciscanos de Rodeio.

Minha mãe, quando fui pela primeira vez até Ascurra, com a limosine do Sr. Vasselai, comerciante e amigo de meus pais, ela me disse que deveria falar que já tinha 10 anos, pois com 9 (nove) anos os padres de Ascurra não iriam aceitar que eu ficasse no internato e no seminário.

Como havia futebol, pingue-pongue e diversos brinquedos nas horas de recreação, optei e gostei desde o primeiro dia do seminário e do internato de Ascurra.

Que maravilha brincar com todos meus amigos e com os meus superiores salesianos!

Meu irmão Lorival, já estava por lá há mais de quatro anos e me deu todas as orientações para ter um bom comportamento e uma convivência pacífica e solidária com todos os outros aspirantes salesianos.

Havia duas divisões de alunos.

Maiores e menores e não havia comunicação oral entre estas divisões.

Cada divisão tinha suas atribuições, afazeres e viviam de forma independente e em alojamentos diversos.

Meu irmão Lorival, como tinha terminado o ginásio, em março de 1959 foi para a cidade de Lavrinhas, em São Paulo e eu já estava acostumado com todos novos amigos seminaristas.

Em 1960, conheci dois meninos, gêmeos, que falavam com sotaque italiano e com o sobrenome de Bona.

Um se chavama Décio e outro Dácio.

Hoje, ambos são sacerdotes da congregação salesiana de Dom Bosco.

Pe Dácio atua na cidade de Bagé - RS e o Décio Bona, atua em Porto Alegre - RS, ambos professaram os votos de obediência, pobreza e castidade consoante os preceitos dos votos religiosos do direito canônico de Roma e atuam na área de educação.

Em agosto de 1963 voltei para a casa paterna, meus pais já tinham se mudado para Blumenau.

Pe. Décio Bona estudou em Roma e esteve em diversas obras sociais dos salesianos, entre elas, em Itajaí e Ascurra.

Atualmente atua o Pe. Décio Bona na Faculdade Salesiana de Porto Alegre como professor e vice-Diretor e é o delegado da inspetoria Pio X de Porto Alegre que atua no sul do Brasil, ou seja no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, na organização das Uniões dos Ex-alunos Salesianos de Dom Bosco nesta grande região.

Este foi um dos motivos que participo deste movimento, atualmente.

Por isto, agradeço o Pe. Décio pela organização, coordenação e liderança deste movimento e por isto faço questão em divulgar por este blog, algumas de suas ações e outras ações dos salesianos no Sul do Brasil, no Brasil e no mundo.

Agradeço ainda que recentemente esteve em Joinville e visitou os escritórios de advocacia de meus filhos, no centro de Joinville, SC, e deu uma bêncão especial para o Leonardo e sua esposa Simone.

Espero que o esforço e o trabalho do Pe. Décio Bona no sul do Brasil, com todas as pessoas que participam deste movimento seja muito profícuo e que seja pleno de realizações.

Obrigado amigo, obrigado Pe. Décio Bona e todos religiosos salesianos e ex-alunos, meus amigos de juventude que me transmitiram o espírito jovem, alegre, fraterno e cósmico de Dom Bosco.

...

Falecimento:

Faleceu no último sábado, dia 26 de janeiro 2013, o padre Décio Antônio Bona, sacerdote salesiano. Padre Décio  sofria de câncer  no pâncreas. Filho de Savino e Rosa Bona, padre Décio nasceu em Rodeio, SC, no dia 31 de maio de 1947. Era salesiano desde janeiro de 1966. Foi ordenado presbítero na cidade de Rodeio no dia 18 de julho de 1976. Padre Décio realizou trabalhos significativos em diversas frentes da Inspetoria Salesiana São Pio X, sendo inclusive diretor do Parque Dom Bosco em Itajaí, SC, entre os anos de 1991 e 1997.

 

Os atos fúnebres foram realizados na Paróquia Dom Bosco, em Porto Alegre, no domingo, dia 27 de janeiro, seguida do sepultamento, no cemitério São João.


Publicado por Beckhauser em 10/12/2014 às 16h53
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 11 de 246 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
www.laerciobeckhauser.com (Lalá do Brasil) = LBW Labeck